EnglishPortugueseSpanish

HOME /

Mães no comando: os desafios das mães em cargos de liderança

Mães no comando: os desafios das mães em cargos de liderança

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Mães no comando: os desafios das mães em cargos de liderança

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Conciliar a maternidade com a rotina profissional está entre as atividades mais desafiadoras das mulheres que têm filhos.

Liderança feminina é um tema que rende discussões nos mais diferentes fóruns de gestão. Segundo estudo da Deloitte, apenas 8,6% das posições de liderança são ocupadas por mulheres, mesmo que elas, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) normalmente sejam mais empenhadas no estudo para construção de carreira.

Para mulheres que são mães, os desafios da liderança crescem ainda mais: além do caminho árduo nessa trajetória, existe o esforço para manter o desempenho em conjunto com a maternidade. E aí, as responsabilidades e tarefas, vão para além do escritório.

Conciliar a vida pessoal e profissional pode ser ainda mais difícil

Se você é mãe, já deve perceber que a responsabilidade da casa e da família ainda é majoritariamente das mulheres. E como se não bastasse organizar a própria agenda, ainda precisa conciliar com a agenda repleta de compromissos dos filhos que, algumas vezes, acaba  sobrepondo e na maioria das vezes, cancelando os seus próprios compromissos.

Toda essa gestão de datas e horários é só o  pano de fundo para a profissional, que ainda tem como principal responsabilidade gerir seu time de forma eficiente, proporcionar o crescimento individual de cada integrante, além de inovar e ter alta performance, posto que não dá para renunciar ao tão esperado resultado, ao final de cada mês.

Sim, líderes fazem isso continuamente, faz parte! Mas no caso das mães, algumas vezes essa entrega é feita enquanto, no meio de uma reunião importante de trabalho, uma chamada insistente com o número da escola surge, como se fossem aquelas chamadas relâmpago do plantão de notícias da TV, provavelmente, anunciando um imprevisto não muito agradável sobre seu filho ou filha.

A verdade é que na maternidade o conflito é constante. As decisões sempre geram a sensação de que, na maioria das vezes, algo não foi realizado plenamente. Investir na profissão sem renunciar as escolhas pessoais é um equilíbrio necessário, mas que demanda muito no aspecto emocional da mulher.

A importância da rede de apoio

Conciliar maternidade e carreira se torna fundamental, não apenas pela realização da mãe, enquanto mulher e profissional, mas na maioria das vezes, também por necessidade financeira. Um fator chave e que faz a diferença na nesta conciliação é a rede de apoio: em casa, saber que os filhos estão bem cuidados, com alguém para dar suporte a eles em caso de imprevistos e no trabalho, com uma equipe eficiente, que dê continuidade às entregas sem prejuízos, caso você tenha que se ausentar por alguma razão.

Mulheres sem rede de apoio ou que ainda não tenha uma divisão igualitária das tarefas domésticas são sobrecarregadas, podendo acarretar inclusive problemas sobre a sua saúde.

Uma rede de apoio bem estabelecida permite que as mulheres se empoderem das características que as diferenciam, como a coragem, a criatividade e a determinação, a fim de se destacar e realizar seu trabalho com segurança.

A rede de apoio também está no trabalho

Como foi para você quando descobriu que estava grávida? E como foi quando você se deu conta de que teria que dar essa notícia na empresa?

No momento em que a rotina de uma mulher em posição de liderança se transforma por conta da maternidade, a equipe e áreas correlatas podem ser impactadas e requererem alguns ajustes.

Posto que empresas prezam por igualdade de gênero e incentivo à liderança feminina, é fato que as políticas, regras e práticas dessas organizações, sejam coerentes no apoio às mulheres que são ou venham a ser mães, possibilitando uma estrutura na qual ela possa ela se apoiar, para cumprir com uma rotina repleta de imprevistos. Assim, nestas empresas não deveriam caber situações como, mulheres que não são contratadas por terem filhos pequenos, que não são promovidas por estarem gestantes ou que sejam discriminadas, por terem que sair no meio de uma reunião (que excedeu o horário previsto), para buscar seu filho na escola.

Felizmente, por uma necessidade de negócio, existe hoje um forte movimento no mercado que estimula e muitas vezes até impõe, que as empresas priorizem mulheres em cargos de liderança. É fato que as mudanças e os números ainda são muito tímidos, mas publicações anunciando mulheres em cadeiras de C-level ou que, motivadas pela maternidade, empreenderam e tiveram sucesso, aumentam a cada dia.

A rede de apoio se estende no suporte e compreensão às situações em que os compromissos da maternidade concatenam com a rotina da profissional.

Mães no comando!

Maternidade é uma transformação! A responsabilidade das mulheres que têm filhos tende a crescer ainda mais, seja por um instinto clássico de prover sobrevivência àqueles que dependem dela, seja para buscar, dentro da sua realidade, uma forma de tornar o mundo um lugar melhor para o desenvolvimento de cada criança.

 

A RPO Solutions é uma empresa especializada em soluções, que multiplicam os resultados das áreas de Pessoas. Vamos além de apenas preencher posições, queremos impactar negócios e vidas, através de resultados consistentes, sem abrir mão do fator humano e da colaboração. Somos também uma empresa majoritariamente feminina, por isso, acreditamos no poder transformador que as mulheres, sejam elas mães ou não, possuem. Aumentar a participação de mulheres na liderança, no mercado de trabalho é um objetivo que conversa com nosso propósito! Você também tem esta meta na sua empresa? Então fale conosco, podemos te ajudar! Colaborando, construímos um mundo melhor.

RELACIONADOS

POSTS MAIS RECENTES